O diferencial de uma Empresa Júnior

Por Barbara Calderon.

Uma empresa júnior é como qualquer outra empresa: segue as leis, oferece produtos e serviços em troca de compensação monetária, tem recursos humanos, tem recursos de informação, lida com clientes e são orientados por um objetivo.

Todavia, se fosse exatamente como uma empresa sênior, não se chamaria “empresa júnior”. E, então, vem a pergunta: qual a diferença?

Algumas. Uma das principais é que os membros da empresa júnior são, obrigatoriamente, alunos de graduação de uma instituição de ensino superior. Mas, neste post, resolvi tratar daquela que mais me chama a atenção: a formação empreendedora no curto período de tempo (comparada, claro, se estivesse no mercado sênior).

Um “empresário júnior” (ou “juninho”, no jargão do Movimento Empresa Júnior [MEJ]) pode chegar absolutamente cru na empresa: sem conhecimento técnico, sem experiência prévia, sem ter tido a primeira aula na faculdade. Sem requisitos, mas com vontade de aprender e crescer.

Depois do processo seletivo, inicia-se o período trainee. Nesta etapa, o trainee recebe conhecimentos teóricos de toda a sorte que o ajudarão a navegar na sua jornada no MEJ, na Empresa Júnior (EJ) e também como profissional. Ele, ou ela, recebe conhecimento técnico para criar os produtos da empresa, ofertar seus serviços, e também exercer atividades inerentes à existência de toda empresa.

Se passar pelo processo trainee, torna-se membro efetivo.

E aí as coisas começam a mudar mais um pouco.

Quando se torna membro efetivo, o membro possui conhecimento mínimo necessário para alavancar seus primeiros vôos: pode-se pleitear um cargo da Direção Executiva da empresa e, para conquistar, precisa ser eleito. Ou seja, precisa demonstrar que possui conhecimento mínimo necessário e vontade gigante para dar o próximo passo. Mas ele não está sozinho: durante sua jornada para cumprir as etapas da eleição, ele conta com o apoio da rede catarinense (no nosso caso, a FEJESC) para auxiliá-lo a tirar dúvidas, fazer benchmarkings com outras Empresas Juniores (EJs), extrair conhecimento, trocar experiências e, por que não?, criar networking com outros juninhos e pós-juninhos.

Caso eleito, será responsável por uma das áreas da EJ pelo próximo semestre (ou ano, depende da EJ).

E assim, a EJ catapulta seu membro para um nível ainda mais profundo de conhecimento sobre uma determinada área, em um relativo curto período de tempo. No mercado sênior, isso levaria muito mais tempo.

O membro vai aprender sobre, e executar na prática, juntamente com uma rede de apoio, o funcionamento da empresa naquele setor. E, caso deseje, no semestre seguinte, poderá pleitear um novo cargo em nova Diretoria Executiva.

Mas digamos que ele não deseje um cargo na Diretoria Executiva. Digamos que ele apenas deseje trocar de área, “rotacionar” pela empresa para executar atividades e absorver conhecimentos. Totalmente possível. Em ambos os casos, o membro pode conhecer e ser responsável pelo funcionamento de uma empresa em um tempo relativamente mais curto caso estivesse em uma empresa sênior.

E essa vivência empresarial tem um valor inestimável: munido da infraestrutura da empresa, da execução prática (que o leva à experiência) e dos demais membros, toda essa equipe é capaz de alcançar resultados propostos a partir de um engajamento coletivo. São desenvolvidas desde habilidades de liderança, planejamento estratégico, até gestão de tempo e projetos. E mais: poderá conhecer os aspectos jurídicos, financeiros e administrativos de uma empresa que funciona no mercado, com clientes e colaboradores reais. Vamos lembrar que a empresa júnior é gerida por alunos da graduação, sem professores ou membros externos que atuem nela. São os alunos colocando em prática os conhecimentos teóricos adquiridos na EJ e na Universidade – e sendo responsáveis pelos processos.

Ou seja, na EJ, o indivíduo não precisa fundar sua primeira empresa para aprender sobre o funcionamento de uma, ou ter sua primeira experiência. Ele pode iniciar dentro de uma EJ e aprender ali dentro, com toda uma rede de apoio que, em conjunto, promove uma troca de informações, conhecimentos e experiências que são únicas e valiosas. Afinal, essa é a missão do Movimento Empresa Júnior:

“Formar, por meio da vivência empresarial, empreendedores comprometidos e capazes de transformar o Brasil.”

Que o diga os fundadores do Ifood, da Pipefy e da Politize: todos ex-juninhos do MEJ.

WordPress: um rápido overview a respeito da tecnologia

Por Higor Oliveira, Desenvolvedor da Pixel.

Quando falamos em desenvolvimento de blogs, sites e lojas virtuais, frequentemente somos apresentados e indicados a usar um carinha chamado WordPress. Esse nome extremamente popular está entre as tecnologias mais usuais quando o assunto é desenvolvimento de websites, principalmente blogs. Este post tem como objetivo apresentar a você um overview rápido do que é o WordPress e o quão poderoso ele é, além de mostrar a você como dar os primeiros passos com a ferramenta. Então senta na cadeira, prepara o seu caderno de anotações e vamos lá!

O que é WordPress?

O WordPress é um sistema de código aberto para gestão de conteúdo criado em 2003 por Ryan Boren e Matthew Mullenweg e é a ferramenta mais popular da sua categoria, abocanhando uma fatia de 61% do mercado de CMS (sistemas de gerenciamento de conteúdo) no mundo.

O quão importante ele é?

Para se ter uma ideia do quão gigante o WordPress é no mundo da web, um levantamento feito pela W3Techs mostrou um dado estimado de que 30% da internet de hoje é baseada nesse sistema. Dessa forma podemos perceber o poder que essa ferramenta tem e a importância que ela representa para web como um todo.

Porque ele é tão popular?

Dentre os principais motivos para toda a popularidade do WordPress estão:

  • Flexível 

O WordPress é um sistema muito flexível. Ele é adaptável o suficiente para atender da melhor forma possível o seu problema. Apesar de não ser bala de prata (“perfeito”), ele consegue se sair bem trabalhando em diferentes tipos de sites. Isso se dá porque ele permite que uma infinidade de coisas sejam modificadas dentro dele, seja customizando o seu tema, ou instalando diversos plugins que o tornam mais poderoso ainda e adicionam funcionalidades extras a ele.

  • Extensões

Como mencionado acima, o WordPress permite estender suas funcionalidades com o uso de plugins. Isso faz com que o seu site tenha uma série de recursos a mais tornando-o ainda mais poderoso. Esses plugins são desenvolvidos por milhares e milhares programadores ao redor do mundo e disponibilizados para toda a comunidade.

  • Instalação fácil

A instalação do WordPress é extremamente fácil. Através de uma interface altamente intuitiva você tem o seu site totalmente instalado e configurado num tempo entre 5 a 10 minutos. Além da instalação facilitada, as atualizações do sistema são feitas automaticamente e também extremamente rápidas.

  • Segurança

Por se tratar de um software de código aberto, muitas das possíveis falhas que o sistema pode vir a apresentar são corrigidas rapidamente por diversos programadores do mundo inteiro, que dedicam seu tempo a melhorar a plataforma do WordPress. Esse ambiente colaborativo de desenvolvedores melhorando cada vez mais o sistema em busca de mitigar todas as suas falhas, torna o WordPress um sistema extremamente seguro. É claro que existem outras variáveis que podem fazer um site WordPress apresentar vulnerabilidades, mas na maioria das vezes esses problemas tendem a ser relacionados à má configuração do site ou a instalação de plugins e temas não confiáveis.

  • Atualizações constantes

Um dos benefícios pelo WordPress ser de código aberto são as suas atualizações constantes, já que diversos programadores dedicam seu tempo a melhorar a plataforma.

Ainda não está convencido do poder que essa ferramenta tem? Saiba que até mesmo grandes empresas e corporações decidiram confiar na plataforma e adotaram por completo o uso da mesma. Dentre os diversos cases que podemos citar estão grandes portais de notícias como o The New Yorker e o TechCrunch, o site da Casa Branca, e até mesmo o site institucional da UFSC.

Como posso dar os primeiros passos com a ferramenta?

Se você quer testar o WordPress e desfrutar do poder que essa ferramenta tem, é muito simples. Você pode começar visitando o site oficial do WordPress através do endereço www.wordpress.com e criar seu site em questão de minutos. Dessa forma, você estará utilizando o próprio ambiente do WordPress para hospedar sua aplicação na web. No entanto, é necessário pontuar que se você não tem experiência com programação e quer ter um site mais personalizado e escalável, é recomendado que você contrate um serviço especializado para isso. A Pixel, por exemplo, há anos desenvolve com excelência soluções em WordPress para diversos clientes. Se você está buscando por profissionalismo em seu site considere em nos contatar para uma avaliação de orçamento!

Conclusão

Nesse artigo você viu um pouco sobre a história do WordPress, a sua importância para a web e os motivos que o fazem tão popular, além de aprender como criar seu primeiro site em WordPress. Espero que possa ter sido útil no seu processo de aprendizado, até a próxima!

O que é o SEO e por que ele é tão importante?

Por Higor Oliveira, Desenvolvedor da Pixel.

Segundo os “Live Stats” da Statista, a web de hoje é composta por mais 1,7 bilhões de sites diferentes.

Para se ter uma ideia, segundo pesquisa realizada pela BigData Corp, na categoria de e-commerces, por exemplo, só no Brasil o número ultrapassa mais de 930 mil sites dos mais variados tipos que vendem uma infinidade de coisas diferentes. Dessa forma, uma simples pesquisa no Google por “comprar roupa online” leva a mais de 117 milhões de links diferentes. Então, a pergunta que fica é: como eu posso me sobressair no meio de tantas opções?

A resposta é simples: tenha um bom SEO.

SEO é uma sigla para Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca em português, e, em poucas palavras, trata-se de um conjunto de estratégias orgânicas para fazer com que seu site seja mais bem classificado pelos mecanismos de busca, como o Google.

Para entender mais a fundo o que é o SEO e como ele ajuda você a obter mais tráfego orgânico para o seu site, precisamos primeiro entender como estes mecanismos de busca, como o Google ou o Bing, funcionam por trás dos panos. Um mecanismo de busca nada mais é do que um algoritmo que tem a principal função rastrear, indexar e rankear os conteúdos da web. Sendo assim, quando você publica um site na internet, a primeira etapa desses mecanismos de busca é identificar o seu site através de ‘robôs’, que têm o objetivo de recolher e catalogar todos os links de um site. E isso acontece a todo momento, quando você atualiza ou remove uma página, insere informações e etc.

Depois que esse rastreamento inicial acontece, esses links são indexados, ou seja, eles vão de fato para o índice do buscador. É lá onde vão ficar todos os sites da web já rastreados, sendo eles separados pela categoria, palavras-chave, tipo do conteúdo, e outras informações como, por exemplo, o tempo de carregamento do site e se ele tem uma boa experiência quando acessado no celular.

Após a indexação do site, vem a terceira etapa: a de rankeamento. É nessa etapa onde o seu site começa a “subir” na ordem de exibição das páginas na web. É isso que faz com que o seu site apareça no topo da página quando você pesquisa por um determinado conteúdo no Google, por exemplo, e é justamente nessa etapa em que o SEO visa trabalhar para melhorar.

O rankeamento dos sites possui inúmeros fatores que diferenciam um site que vai ser melhor rankeado para um site que vai ter uma avaliação pior. Esses fatores podem ser separados em dois grupos: on page e off page. Os fatores on page são aqueles que estão definidos diretamente na página, como o título da mesma, o seu conteúdo, as próprias imagens e etc. Ou seja, tudo o que contém dentro de uma página. Os mecanismos de busca são inteligentes o suficiente para perceber o que o conteúdo dessas páginas quer dizer, para assim, poder realizar uma avaliação sobre o seu conteúdo com base nos outros sites com conteúdo similar. Já os fatores off page são aqueles que não estão contidos dentro de uma página em si, mas elementos de fora dela que mostram se ela é uma referência. Ou seja, em poucas palavras são as menções a sua página. Quanto mais, melhor.

O SEO atua diretamente no rankeamento com uma série de estratégias específicas para aumentar a visibilidade um site. Sendo assim, podemos perceber que um SEO bem feito é extremamente importante para qualquer site que deseja ter uma boa visibilidade nesse vasto espaço que é a internet. Sem ele seu site se perderia no meio de inúmeros outros sites, fazendo com que você tenha que gastar mais dinheiro em publicidade para obter tráfego não orgânico.

Cabe ressaltar que atualmente todos os sites desenvolvidos pela Pixel contém estratégias de SEO aplicadas. Além disso, caso você já possua um site e queira aplicar os conceitos de SEO para melhorar a sua visibilidade, também podemos ajudá-lo! Quer saber um pouquinho mais como funciona nosso trabalho? Entre em contato conosco através do e-mail contato@ejpixel.com.br

Processo Seletivo em Tempos de Pandemia

Em março de 2020, nós, os alunos-membros da Pixel tivemos de nos adaptar perante a pandemia da Covid-19 como muitas pessoas em diversas nações diferentes. Tivemos (e ainda temos!) um desafio inédito pela frente: manter a Pixel funcionando, com a entrega de produtos de qualidade e cultivando as nossas ações sociais. Nosso segmento nos permitiu a oportunidade de seguir com nossas atividades no modelo home office – ou seja, trabalhando diretamente de nossas casas.

O primeiro semestre de 2020 foi desafiador em muitos sentidos: como manter o gerenciamento da empresa à distância, motivar as equipes, selecionar candidatos a trainees e, ainda assim, muni-los de informações e conhecimentos necessários para executar as diversas atribuições dentro de uma empresa júnior? Não existe uma fórmula secreta. Muito menos uma única resposta. Em meio ao cenário de tristeza e preocupação no mundo, nós temos consciência de nossa sorte. União, organização, afeto e reflexão constante foram fundamentais para nos mantermos de pé. Por que? Porque acreditamos que por meio de nossas ações podemos dar uma devolutiva à sociedade e contribuir para o crescimento de incontáveis alunos. Para isso, a Pixel precisa continuar sua existência.

Deu certo.

No primeiro semestre de 2020, nós conseguimos manter a entrega de produtos de qualidade para nossos clientes e estreitar ainda mais nossos laços enquanto estudantes ávidos por incutir uma cultura empreendedora que possa servir de legado para a Empresa Júnior de Sistemas de Informação e Ciências da Computação da Universidade Federal de Santa Catarina. Enquanto atividades acadêmicas entraram em pausa nesse período, a Pixel se manteve funcionando semanalmente com suas atribuições e responsabilidades. E, claro, com aquela dose de afeto e companheirismo por meio de confraternizações remotas, tudo pela telinha brilhante do notebook e celular em videochamadas com os membros.

Sobretudo, aprendemos que algumas áreas têm a possibilidade de adaptação. E ficamos tristes em saber que muitas não. Somos gratos por continuar fazer o que fazemos e auxiliar muitos clientes na adaptação. Somos felizes de ter a capacidade de participar de ações sociais com nossos parceiros – como a arrecadação de computadores para alunos da rede pública do Sul da Ilha e seu conserto, para que muitos alunos sem acesso aos estudos possam enfrentar esse período difícil.

Para o segundo semestre de 2020, nós temos o desafio de manter essa adaptação, na esperança de quando o fim dessa época chegar, nós tenhamos aprendido e valorizado ainda mais os laços que nos unem, com foco no nosso propósito: transformar o nosso entorno por meio da cultura empreendedora e ações sociais.

E por isso dizemos: o Processo Seletivo 2020.2 da Pixel está aberto!

Se você é aluno de graduação de Sistemas de Informação (SIN) e Ciências da Computação (CCO) da UFSC, dê uma chance para a Pixel te mostrar como você pode crescer profissionalmente. Nós não exigimos experiência prévia. Também não exigimos conhecimento técnico. Nós ofertamos isso a você na esperança que você cresça conosco, faça parte do Movimento Empresa Júnior, e tenha vontade de expandir esta empresa… afinal, ela é de todos os alunos dos cursos de SIN e CCO. Quem sabe você não empreenderá no futuro? A Pixel pode ser o seu aprendizado na jornada de conhecer o funcionamento de uma empresa – de ponta a ponta.

Vem com a gente para o segundo semestre de 2020.

Inscrições em: bit.ly/pixel2020

Barbara Calderon, Diretora de Marketing da Pixel.